Sábado, 25 agosto – DJ convidado: Luiz Pareto

22 08 2007
Dono de um dos sets mais irreverentes e com uma construção super bem elaborada, o convidado deste sábado do Rota 91 é Luiz Pareto. E para dar uma idéia da troca de perucas que ele faz durante seu set, fica aqui uma série de imagens para vocês já irem entrando no clima!!

“O carioca Luiz Pareto começou sua vida profissional como ator a partir de 1981, e foi em 1989, quando se mudou para São Paulo, que se interessou pela música eletrônica. Sua carreira de DJ começou como uma brincadeira numa festa na casa de um amigo em 1991. Agora, após 14 anos tocando, tudo o que sobrou de seus
tempos de ator foi uma coleção de irreverentes perucas, que ele usa durante suas apresentações, trocando-as toda vez que muda o clima na pista e/ou o estilo de música.

Luiz Pareto toca em seus próprios projetos, como a recente festa Xarope, produzida com o parceiro Luiz Fernando Almeida, ou ainda nas seminais Space Disco, Breakin e Rebolado (que lhe valeu o troféu Melhores da Noite Ilustrada dado no final de 2000 pela jornalista Erika Palomino da Folha de São Paulo pela sua importância na consolidação da cena house de São Paulo). Ele também tocou nas duas sociedades que teve com o DJ Marcos Morcerf, as festas Fucked! e Farra! Pareto se apresentou também na maioria dos clubes e festas mais importantes da cena de dance music underground de São Paulo. Dos velhos e lendários Latino Club e Hell’s Club (o famoso afterhours do Columbia) aos clubes mais novos como Lov.e, A Lôca, Mood, Piranha e o D-Edge.

Aliás, é no D-Edge que Luiz Pareto divide a residência com Marcos Morcerf e Renato Ratier na premiada festa Freak Chic, que lota quase todas as sextas desde que o
clube inaugurou em abril de 2003. No mesmo ano Pareto ganhou seu segundo troféu Melhores da Noite Ilustrada, dessa vez na categoria de melhor DJ de house do
Brasil. É na Freak Chic também que ele tem a oportunidade de tocar ao lado de DJs internacionais como Mark Farina, Luke Solomon, Phil Weeks, Kenny Hawkes, James Curd (Greens Keepers), David Duriez, Diz Washington, DJ Heather, Jef K, Tony Senghore, Ivan Smagghe, Phonique, Superpitcher, Brett Johnson, Jesper Dahlback e Ali Schwarz (do projeto Tiefschwarz) entre outros.


Pareto também tocou em megaclubes como B.a.s.e., U-Turn e Sirena, e fez parte do line up de grandes festivais como Skol Beats, Bavaria Vibe, Brasília Music Festival e o Festival de Verão de Salvador. Participou de inúmeras festas institucionais para marcas como Audi, Tim/Nokia, Sony/Ericsson, Estúdios Mega, Motorola, Amazonas Celular e Diesel, só para citar algumas.


Fora de São Paulo, ele toca freqüentemente em festas no Rio de Janeiro (residente mensal), Campo Grande (residente mensal), Curitiba, Belo Horizonte, Brasília, Ribeirão Preto e Salvador. Também se apresentou em cidades como Manaus, Fortaleza, Cuiabá, Goiânia, Florianópolis, Belém, Joinville, Campinas, Jaguariúna, Balneário Camboriú, Santos, Guarujá, Araçatuba e Itú, entre outras.


A carreira de Pareto também inclui apresentações fora do país. Ele tocou nos clubes Batofar (Paris), nos belgas Decadance (Gent) e Pablo Discobar (Bruxelas), no renomado Propaganda (Moscou), Joy (Nova York), La Feria (Santiago), no aniversário da festa Club 69 que acontece todas as quintas no clube Niceto em Buenos Aires (Argentina), e nos clubes UFO Point e Corona que funcionam na estação de esqui de Las Leñas (Argentina). Esteve discotecando na festa Art For Pleasure na cidade sueca Malmo, no Paradise Garage Afterhours de Lisboa e na festa Makoomba em Londres (AKA / The End).


Desde 2000 Luiz Pareto vem se dedicando ao seu selo de música eletrônica, o Rebolado (www.rebolado.com.br), que também foi o nome de uma festa de grande porte produzida pelo DJ. Pelo selo Rebolado, Pareto tem lançado produções próprias sob o pseudônimo Coringa (que o DJ escolheu por ser o nome de uma das cartas do baralho usada para substituir todas as outras, traduzindo assim sua vontade de explorar diferentes facetas do espectro eletrônico). Algumas das faixas lançadas pelo Rebolado viraram videoclipe, como”Whatever” e “A Bateria da Minha Madrinha” que entraram na programação da MTV brasileira, e as músicas “Jig” e “Electrify My Soul” entraram no set list de compilações brasileiras em CD. “Electrify MySoul”, que no CD de house do programa AMP MTV entrou em sua versão original, será lançada pelo Rebolado ainda no primeiro semestre de 2005 com três novos remixes. Pareto agora dedica a maior parte de seu tempo produzindo novo material como Coringa com lançamento previsto ainda para o ano de 2005 pelo selo Rebolado.


Ele tem feito músicas que são ao mesmo tempo divertidas e inteligentes, sejam elas mais deep ou mais techy, 4/4 ou quebradas. O tipo de música que encaixaria perfeitamente em seus sets, onde ele adora conduzir as pessoas numa jornada, levando-as para cima e para baixo, para mais tarde trazê-las para cima novamente, e para baixo e para cima, e assim vai… É possível ouvir alguns de seus sets em sua home page pessoal (www.luizpareto.com.br), onde você também pode ter acesso à informações específicas sobre sua carreira, produções musicais, fotos, playlists, etc…


Seu estilo como DJ costumava ser bem eclético no início da carreira, e apesar de ter encolhido um pouco em termos de quantidade de gêneros musicais na segunda metade da década de 90 (época de forte segmentação da cena eletrônica brasileira), ainda manteve uma certa variedade, mas sempre com predomínio do house. Com a
entrada da nova década, Pareto voltou a expandir seu ecletismo, sempre procurando mostrar ao público as mais novas tendências das pistas underground do planeta, passeando por diversas formas de house (funky, click, new wave, minimal, deep, electro, techy, acid, disco, etc…), além de breakbeats, disco punk, digital dancehall e techno tocado em BPMs humanos, afinal seu principal lema é nunca perder o groove, a diversidade e o senso de humor. Todos esses ingredientes são mesclados sempre de forma inusitada pelo DJ, que abusa de seu talento para criar terceiras faixas no meio de duas outras durante suas mixagens.


Através dos anos, Luiz Pareto tem ganhado uma boa reputação no Brasil, não apenas por tentar educar as pessoas na pista de dança, mas também por fazê-lo de forma prazerosa.


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: